Máquina de costura a bordo, você vai precisar!

Para quem mora a bordo é super útil ter uma máquina de costura mesmo que não seja uma pesada para costura de velas (ter também um conjunto de costura a mão com luva de couro, linha e agulhas específicas ajuda muito) pois tem muitas coisas que ficam expostas e podemos proteger com capas.

Compramos nossa máquina de costura na Itália, modelo Singer Have Duty, via Internet, e já fizemos várias coisas para o barco:
– Capa da balsa salva-vidas, que fica no convés;
– Capa para a churrasqueira;
– Lixeira externa para cockpit;
– Capas para as catracas;
– Capa para as bikes;
– Capa para os estofados do cockpit;
– Capa para almofadas do cockpit;
– Capa para o motor de popa;
– Capa do bote e
– Substituição da faixa de reforço do bimini.
        As capas mais difíceis foram as dos estofados externos, que formam um “U” no cockpit e por isso tem muitos cantos arredondados e também a terrível capa do bote, esta sim foi a mais complicada, acertar todas as partes com a curvatura acentuada das bananas não foi fácil. Inicialmente fixaríamos com velcro, depois optamos por prendê-la com um cabo em toda a volta do bote, o que deu muito certo.

Agora sei que na próxima vez será mais fácil e acredito mesmo que será, pois fazer pela primeira vez parece impossível, mas… Indo devagar, tendo muita paciência, muito “costura/descostura” e muito sobe e desce… Acabamos por concluir os trabalhos. Eu conto com o Comandante para avaliar o trabalho e olha que só fica pronto quando ele dá o ok!
A brasileira Valéria, do veleiro Windpendent, me adicionou num grupo do facebook bem legal, que é só sobre costura, chamado “Sewing on boats” onde postamos os trabalhos feitos e assim trocamos figurinhas e ideias sobre capas, etc… muito legal, sugestivo e criativo!
Aqui na Europa a mão de obra é bem cara, para ter uma ideia, orçamos o custo para fazer a capa dos estofados externos e do bote e sairia por 1.000 Euros.
Assim, fica a dica, ter uma máquina de costura pode quebrar um galhão e você ainda faz tudo do jeito que gosta, dá trabalho? Dá sim, mas é prazeroso quanto fica pronto.
Me sinto confortável em costurar pois gosto muito e tenho habilidade para trabalhos manuais como artesanato, bijoux e ainda fazer geléias, conservas e sei que tudo isso requer tempo e concentração e no barco o tempo não é um problema.

Aqui os limões constantemente viram limonadas é assim segue a vida. Namastê 🙏🏻

1.048 dias morando a bordo, invernando em Roccella Iônica, Calábria, sul da Itália 🇮🇹 Dias 1 a 5 de maio de 2019.

Sobre Sailing Vessel Pharea

Eu, meu marido Renato Teixeira e a Bella, nossa Yorkshire, moramos a bordo e estamos conhecendo muitos lugares dando volta ao mundo em um veleiro. Namastê 🙏🏼
Esse post foi publicado em #svphareanaitalia🇮🇹 e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s