Visitando e se encantando com a Turquia ­čç╣­čçĚ

O ver├úo segue muito quente aqui na Turquia e continuamos na regi├úo sudeste entre Fethiye e Kekova. Optamos por ficar aqui devido ao grande movimento de embarca├ž├Áes de passeio e de barcos alugados para charter em outras cidades, o que nos levou a procurar um lugar mais calmo e com mais op├ž├Áes de ancoragens abrigadas, fora das cidades que agregam muitos turistas.

Segundo a Organiza├ž├úo Mundial do Turismo (UNWTO) a Turquia ocupa o sexto lugar na lista dos┬ápa├şses mais visitados do mundo (sendo o primeiro Fran├ža, seguido pela Espanha, EUA, China e It├ília em quinto),┬áo que se deve a sua vasta ocupa├ž├úo ao longo dos s├ęculos por diferentes povos, sua arquitetura imponente e grandiosa, sua atmosfera m├şstica e milenar, cidades como Istambul e Capad├│cia que oferecem diversas atra├ž├Áes tur├şsticas, tais como templos, cavernas e paisagens des├ęrticas e tamb├ęm por sua costa nos mares Egeu e Mediterr├óneo.

Todos estes atrativos j├í justificam uma viagem a Turquia, por├ęm tivemos a felicidade de receber o pai do Renato, Jos├ę Luiz e a sua esposa Eliana, dispostos a nos acompanhar por quase 30 dias e conhecer um pouco mais dessa simples e ao mesmo tempo complexa vida a bordo.

Istanbul

A chegada deles foi em Dalaman, aeroporto mais próximo de Fethyie e o Renato foi buscá-los no aeroporto e finalmente, após quase três anos nos encontramos novamente.

Eles entenderam perfeitamente que ficar├şamos entre Fethyie e Kekova, neste per├şodo super tur├şstico nos mares daqui, e fomos construindo nossa programa├ž├úo de passeios, gastronomia e banhos de mar, enfrentando muito calor mas curtindo muito a companhia.

Fomos a Praia, em Go─Źek, nos deliciamos com as comidas t├şpicas, visitamos as “Tombs Rock” (sepulturas escavadas nas encostas rochosas) e perambulamos em Fethyie pelas ruelas da cidade velha e nas ruas cheias de lojas de souvenirs, especiarias e artigos lind├şssimos feitos com algod├úo turco, numa infinidade de roupas, colchas, cangas e coisas para a casa.

Nosso pr├│ximo destino foi Kas, uma pequena cidade mais ao sul, onde visitamos o Teatro Grego em ├│timo estado de conserva├ž├úo e observamos os sarc├│fagos, que est├úo espalhadas no meio da cidade e que representa a cultura dos Licyos, povo que habitou esta regi├úo e deixou sua hist├│ria registrada atrav├ęs da forma como cultuavam seus mortos.

Comemorando aniversário do Renato.

Seguimos em frente e rumamos para Kekova, uma região que tem uma ilha com o mesmo nome e ao seu entorno abriga uma linda e conservada área de relevante beleza natural.

Teixeira no topo do Castelo ­čĹĆ­čĹĆ­čĹĆ

Toda a ├írea passou a ser ├ürea de Prote├ž├úo em 1990 e observamos que hot├ęis e resorts que ocupavam a regi├úo foram demolidos, hoje somente cabras selvagens ocupam esta ├írea e h├í uma pequena vila pr├│xima, com pouco mais de 100 habitantes no inverno, mas que por├ęm no ver├úo, recebe um sem fim de turistas que vem para fazer passeios de barco e visitar os locais carregados de ru├şnas e da hist├│ria constru├şda ao longo dos s├ęculos.

Beleza natural e hist├│ria se encontram aqui, muito embora algumas paisagens sejam de altas montanhas rochosas e com pouca vegeta├ž├úo, noutros lugares aparece um verde encantador, que nos lembra o Brasil┬á­čçž­čçĚ┬áe tudo isso num mediterr├óneo azul turquesa.

Comemorando aniversário do Teixeira.

Sugerimos a eles que fizessem um passeio pela Gr├ęcia┬á­čçČ­čçĚ, j├í que estavam t├úo pr├│ximos e assim eles foram para Rhodes, com o ferry boat que saiu de Fethyie, num bate e volta no mesmo dia.

Churrasco a bordo, comemorando Dia dos Pais.

Tamb├ęm fomos para Demre, uma cidade pr├│xima de Kekova onde h├í o Museu e a Igreja de Saint Nicholas┬á­čÄů, ou seja, do nosso conhecido Papai-Noel, onde conseguimos ver onde estavam seus restos mortais antes de serem levados para um museu na cidade de Bari, It├ília┬á­čç«­čç╣.

Ter podido desfrutar da companhia deles nestes dias foi maravilhoso, rimos, conversamos, matamos a saudade e nos encantamos com a Eliana, super querida e muito atenciosa conosco e com o Teixeira. Ver e sentir toda essa felicidade no ar que os envolvia┬á nos deixou felizes, por saber que est├úo compartilhando uma nova vida juntos, descobrindo um sobre o outro e construindo algo s├│ deles com muito amor┬áÔŁĄ´ŞĆ.

Estar com pessoas queridas, que admiramos e respeitamos, n├úo tem pre├žo. Assim como os pais que sempre est├úo pensando e desejando o melhor para seus filhos, tamb├ęm sentimos uma leveza ao v├¬-los juntos e felizes!

Sabemos que a viagem foi longa e cansativa, que os dias foram intensos e carregados de muito calor, mas com certeza foram ├│timos dias que nos presentearam com sua companhia. Obrigada queridos por estarmos e sermos pr├│ximos ÔŁĄ´ŞĆ.┬áNamast├¬ ­čÖĆ­čĆ╗

20 de agosto de 2022. Morando a bordo do veleiro SV Pharea na Turquia. ­čç╣­čçĚ

Sobre Sailing Vessel Pharea

Eu, meu marido Renato Teixeira e a Bella, nossa Yorkshire, moramos a bordo e estamos conhecendo muitos lugares dando volta ao mundo em um veleiro. Namast├¬ ­čÖĆ­čĆ╝
Esse post foi publicado em #Svphareanaturquia. Bookmark o link permanente.

3 respostas para Visitando e se encantando com a Turquia ­čç╣­čçĚ

  1. Nelson disse:

    ├ë muito gratificante ver todos t├úo felizes. ­čśŹ­čśŹ

    Curtir

  2. Regis Luiz Boscato disse:

    Parab├ęns pela Linda e saud├ível vida!!!
    É meu sonho!!!!
    At├ę breve!!!
    ­čĹĆ­čÖĆ­čÖî­čÖĆ­čÖî

    Curtir

  3. Amandia Maria disse:

    Belo texto explicativo e recheado de carinho e emo├ž├úo. Parab├ęns

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ├şcone para log in:

Logo do WordPress.com

Voc├¬ est├í comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Voc├¬ est├í comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Voc├¬ est├í comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s