Olho Turco ou Nazar Boncuk

Ao andar pelas ruas aqui da Turquia, nos deparamos com o “olho” nas portas, na calçada e em vários lugares pregando bons presságios e contra o mau-olhado.

Este amuleto surgiu a milhares de anos e teve sua forma alterada inúmeras vezes, porém o conceito continua o mesmo, combater o mau-olhado, que vem da crença de que alguém que obtém um grande sucesso ou reconhecimento também atrai a inveja daqueles ao seu redor e essa inveja, por sua vez, se manifesta como uma maldição que acaba com a boa sorte.

A crença abrange diversas culturas e gerações desde 3.300 a.c. quando foi encontrado na Mesopotâmia e de lá para cá continua atual e é usado em casas, acessórios pessoais, portas e janelas de casas e comércios, barcos, estampado em aviões, roupas e souvenirs.

Segundo estudiosos, a versão de vidro, como conhecemos hoje, teria origem no uso da argila acetinada egípcia, cheia de óxidos, que quando aquecidos, ganham a tonalidade azul. Os estudos levam a crer que os vários Olhos de Hórus, escavados no Egito, podem ser vistos como os principais antecessores do olho turco moderno.

Passear em Bodrum e Yalikavak e se deparar repetidamente com este amuleto por todos os lugares, reflete o quanto e como pessoas acreditam nele.

O que nos surpreendeu é que conhecíamos como “Olho Grego” mas conhecendo agora um pouco da história entendemos sua presença em vários países. Lembro de Marsaxlokk, em Malta, onde todos os barcos de pescadores tinham na proa o “Olho de Hórus”, ou seja, este é o terceiro país onde vimos isto e aqui de forma contundente.

Isso nos remete a pensar que o importante é termos bons sentimentos, estarmos em harmonia com todos os que nos cercam e com a natureza, onde é o nosso habitat agora, pois somos

cruzeiristas, moramos a bordo de um veleiro, andamos com a força do vento e dormimos serenamente (as vezes nem tanto) sobre as águas do mar, todos os dias, faça chuva ou sol, frio ou calor, vento ou calmaria, seja ancorados em frente a uma cidade ou a uma ilha deserta, seja de manhã, a tarde ou a noite! Não vislumbro outro lugar senão este para estar. Namastê 🙏🏻🇹🇷

10 de Outubro de 2021. Morando a bordo do veleiro SV Pharea em Bodrum, Turquia. 🇹🇷

Sobre Sailing Vessel Pharea

Eu, meu marido Renato Teixeira e a Bella, nossa Yorkshire, moramos a bordo e estamos conhecendo muitos lugares dando volta ao mundo em um veleiro. Namastê 🙏🏼
Esse post foi publicado em #Svphareanaturquia e marcado , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Olho Turco ou Nazar Boncuk

  1. Euclesio Manoel Finatti disse:

    Não conhecia a história do Olho Grego, da forma como você contou. Continuo me deliciando com suas histórias, os lugares que passam, as culturas que encontram e relatam, bem como todo este aprendizado que cada vez que leio você, mas me encanto. Continuem nos deliciando com estas suas notícias. Namastê!!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s