Desenvolvendo habilidades

Viver a bordo sem dúvida é mais movimentado do que residir em uma casa ou apartamento. A vida a bordo flui mais rapidamente, seja porque você encontra novas pessoas ou por que está sempre em novos lugares com novas experiências.
Engana-se quem pensa que o dia passa sem nenhum esforço, pois sempre tem o que fazer, o que manter, o que renovar e o que melhorar no barco.
Nossa casa fica na água e exposta a todas as intempéries da natureza, então acredite, sempre estamos fazendo algo e no tempo que sobra é claro, aproveitando do local e da companhia dos novos  amigos, seja para uma caminhada ou um drink no final do dia.
Eu adoro manualidades, já que não consigo ficar simplesmente parada ou passar horas acessando as mídias virtuais. Às vezes o Renato fala: Caci, pára!!! Kkkk Mas, preciso ocupar meu tempo produzindo algo…. Mesmo que seja um bracelete para minha coleção kkk (e agora estou encantada com as possibilidades do macrame).
Bem, o Renato pediu que refizesse algumas partes da costura da roda de leme que não estavam muito firmes e lá fui eu buscar na internet como fazer. Não tinhamos a agulha curva, mas nossos amigos canadenses gentilmente nos emprestaram e “Voila!”Descobri que há diversas formas de fazer costuras em couro e não é difícil, basta ter paciência para ir construindo a união das duas partes e na segunda tentativa já ficou pronto.
Nestes dias também substitui todo o cabo que segura a rede lateral que temos no convés. Estava um tanto gasto pelo sol e achamos melhor refazer com novo cabo e realmente o visual ficou bem melhor.
Sabemos que geralmente as pessoas não dissociam a imagem glamurosa de viver a bordo, da realidade do dia a dia numa embarcação, mas acredite, temos muitas atividades e às vezes não sobra muito tempo vago, ainda mais agora que estamos na Marina e queremos aproveitar para deixar tudo pronto para curtir o próximo verão.
Ás vezes pergunto para o Renato onde ele aprendeu a fazer tal coisa e ele diz… “Ah, li os manuais na internet”  e realmente ele conserta tudo, às vezes fico admirada por que lembro quando estávamos em terra e estragava algo em casa ele chamava sempre alguém para consertar…. Mas agora não!Cuidamos de tudo o que podemos dar conta e isso é muito prazeroso. Claro que minhas tarefas são bem mais tranquilas que as do Renato, mas ele é super empenhado e vai atrás das informações até aprender como fazer, como consertar, como fazer de novo, enfim… Para poucas coisas precisamos chamar terceiros para fazer. Sim tudo isso é trabalho…. Mas para nós é um trabalho prazeroso, é a construção dos dias que estamos vivendo, da nossa história, da superação dos obstáculos que por vezes se apresentam e logo são deixados para trás. Namastê 🙏🏻

Dia 1815, 15 de março de 2021. Morando a bordo em Monastir, Tunísia, norte da África.

Sobre Sailing Vessel Pharea

Eu, meu marido Renato Teixeira e a Bella, nossa Yorkshire, moramos a bordo e estamos conhecendo muitos lugares dando volta ao mundo em um veleiro. Namastê 🙏🏼
Esse post foi publicado em #SvPhareanaTunísia🇹🇳. Bookmark o link permanente.

3 respostas para Desenvolvendo habilidades

  1. Rolf Gustavo Meyer disse:

    Cacilda, jamais deixaremos de aprender no dia a dia. Bom receber notícias de vocês. Que a viagem seja bela e proveitosa. Abraço.

  2. Euclesio Manoel Finatti disse:

    Olá Caci. Adoro suas histórias. Nem sempre consigo ler tudo, mas quando faço isto, elas me fazem “navegar” por lugares que eu não imaginava. Sua riqueza de detalhes, como neste história que você conta como passam ajustando o que precisa no barco, faz com que a gente imagina como de fato é esta rotina de vocês.
    Uma coisa que sempre penso, é como vocês lidam com quem ficou para trás, tipo, parentes e os amigos bom próximos que vocês tem em terra. Como vocês lidam com o fato de que vocês dois vivem só um para o outro. Sei que vocês vão fazendo amigos por onde andam. Mas imagino que seja um tipo de amizade por afinidade e não são mais profundas. pois de portos em portos, as amizades vão se alterando, são outras. Como é isto?
    Enfim, se um dia puder falar disto, eu agradeceria. Veja é pura curiosidade. Talvez você já tenha feito este tipo de comentário e que eu tenha perdido. Aí, se quiser, manda uma cópia para você não perder tempo em escrever novamente.
    Abraço e fiquem bem!!

    Euclesio

  3. Regina Célia Zanelatto disse:

    Que legal amigos! Trabalhos manuais fazem bem a alma! Saudades de vcs. Bjs

Deixe uma resposta para Rolf Gustavo Meyer Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s