Vivendo as diferentes estações do ano.

Quando vivemos em terra sentimos a mudança de estações de forma diferente daquela que sentimos vivendo a bordo de um veleiro. Aqui tudo é mais impactante e mais intenso. O clima interfere em tudo, no que vamos fazer ou onde queremos ir, influi no conforto, nas possibilidades e planejamento. Se estiver chovendo, certamente você não sairá para ir ao mercado pegar suprimentos, pois indo com o dingue ficará literalmente enxarcado; se planejou uma ancoragem e o vento mudou pode ser que fique desabrigado e não seja seguro ir para lá, melhor mudar a rota ou ficar onde está; se estiver na marina num verão quente sentirá muito calor no barco, diferente de estar numa ancoragem onde normalmente o barco fica aproado para o vento; lógico que há muitas soluções, no último caso o ar condicionado seria uma delas. Enfim, morando a bordo nos sentimos dentro da natureza e somos atingidos por seus fenômenos diariamente, por isso, meu Comandante anota todos os dias os dados em seu diário de bordo e acompanha os padrões do clima do lugar, pois sem dúvida é um dos fatores mais relevantes na vida dos velejadores.
As mudanças de estação são esperadas, desejadas. Algo que nos encanta na primavera, além das flores que enfeitam as cidades e lugares é que o verão é a próxima estação. Ah tão esperado esse verão. Nosso último verão foi na Grécia em 2018 pois em 2019 estávamos no Brasil e assim emendamos 3 estações de invernos, pois voltamos para a Europa um mês antes do começo do terceiro inverno.
Quando pensamos em velejar é automático pensarmos num clima quente e ensolarado, no nosso caso é claro, pois temos amigos queridos que curtem baixas temperaturas e para eles velejar em baixas temperaturas é tão interessante como para nós que preferimos o calor.
Mas como no hemisfério norte a navegação é curta e geralmente de novembro a abril os barcos ficam nas marinas, abrigados do tempo, surge aí uma ótima oportunidade para viajar e conhecer os lugares próximos em terra.
Nosso primeiro inverno na Europa foi na Croácia, em março quando chegamos estava bem frio e nevando e depois no começo da primavera vimos ruas enfeitadas com tulipas de todas as cores. Incrível ver a cidade toda colorida com uma flor tão frágil como a tulipa.

Depois, passamos um período na Itália onde o seu inverno é também bem frio, víamos as montanhas nevadas da marina onde estávamos e nos encantamos na primavera com as flores amarelas das azedinhas… Cobrindo o solo das plantações de cítricos e das oliveiras… A forma da beleza encontrada na simplicidade.
Agora aqui na Tunísia, quando chegamos em novembro/19 não vimos flores… O solo é bem rochoso e arenoso e por isso menos flores…. Mas na primavera encontramos muitas flores rasteiras ou de suculentas, que aliás há muitas aqui e soube também que a tão conhecida e usada Aloe Vera, a nossa Babosa, é proveniente da África. Sentimos muito a diferença dos ventos aqui, quando entra vento sul traz areia vermelha do Deserto do Saara e o barco fica coberto dessa poeira e areia muito fina… O Comandante já está conhecido na Marina por lavar o barco praticamente um dia sim e outro não… Mas não dá para deixar sujo pois a Bella fica praticamente o dia todo andando pelo cockpit! Mas mesmo assim, o importante é que gostamos muito do clima daqui no inverno, raramente frio… Poucas vezes tivemos temperatura abaixo de 10 graus celsius… Clima super bom e com pouca chuva. Soubemos através dos velejadores que já estiveram aqui em outras temporadas, que no verão faz muito calor e que a sensação térmica é altíssima.
Bem, como ainda não sabemos ao certo como será e onde iremos no verão, provavelmente pegaremos este calor todo daqui, possivelmente velejaremos pela costa da Tunísia e com certeza será uma ótima experiência e ainda continuaremos mais protegidos do Corona Vírus por aqui, visto que com as ações proativas do governo o número de mortes foi baixíssimo, considerando que o país tem cerca de 12 milhões de habitantes. Sem dúvida, para nós está sendo muito bom estar aqui nesta fase de pandemia mundial. A ordem mundial agora é “Cuide-se! De você e dos outros, não se exponha sem necessidade.
Namastê!

Dia 1.418 morando a bordo. 10 de maio de 2020. Monastir, Tunísia 🇹🇳

Sobre Sailing Vessel Pharea

Eu, meu marido Renato Teixeira e a Bella, nossa Yorkshire, moramos a bordo e estamos conhecendo muitos lugares dando volta ao mundo em um veleiro. Namastê 🙏🏼
Esse post foi publicado em #SvPhareanaTunísia🇹🇳. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Vivendo as diferentes estações do ano.

  1. Ana lapa disse:

    Muito bom o texto, adoro saber das coisas de outros países, que bons ventos os guiem por esses mares mundo a fora bjoss com a Belinha tudo certo né 👍

  2. arletelapa@hotmail.com disse:

    Linda e maravilhosa, estadia para vocês,
    Sempre em nossos pensamentos e coração bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s