Canal de Lefkas, um modelo de funcionalidade, Grécia

Primeiro dia de novembro, deixamos Ástakos e rumamos para mais uma perna até Meganisi, uma pequena enseada antes do canal de Lefkas. Ancoramos junto a poucos outros barcos (38°39.957’N / 20°47.431’E), almoçamos e passamos o restante do dia descansando. No dia seguinte saímos rumo ao Canal de Lefkas, planejando cruzá-lo ás 10 horas.
Aqui, diferentemente do Brasil 🇧🇷, quando entramos num canal a bóia encarnada fica a bombordo e a verde a boreste (entra casado e sai solteiro kkk). Esta região onde fica o canal se caracteriza por um grande baixio, o canal foi aberto no ano 650 antes de Cristo e separou a cidade de Lefkada do continente transformando-a numa ilha com acesso via rodoviária. Este território foi bastante disputado e passou por vários domínios ao longo da história, franco, siciliano, turco, veneziano, francês, inglês e finalmente Grego.
No começo do canal tem a grande Marina de Lefkas e ao final do canal avistamos uma grande fortaleza, local de vigília e proteção durante os ataques sofridos no passado.

A ponte é flutuante e de hora em hora ela desliza sobre a água dando lugar á passagem das embarcações. Neste canal não tem nenhum custo para atravessar, diferente do Canal do Corinto, quase 200 Euros.
A Bella curtiu a travessia, correu para lá e para cá no convés acompanhando a movimentação… uma graça nossa mascote!
Novamente no Mar Jônico, ancoramos na Ilha de Paxos, em 39°33.791’N / 19°59.711’E, já bem distante e a oeste do continente, o qual estávamos subindo bem próximos a ele desde Aegina. Aqui em Paxos encontramos tudo fechado… nenhum barco ancorado… praticamente nenhum movimento… o verão se foi e com ele todo o movimento… esta e muitas outras ilhas ficam praticamente desertas  fora da temporada, ou seja, dependem muito dos turistas nos meses de verão para poder se manter nas outras estações… uma dinâmica bem diferente.
O Renato tem estudado a previsão para nossa travessia para a Itália 🇮🇹 e esperamos poder sair na próxima semana e que até lá as condições de tempo não apresentem mais novidades. Além do mais… algo que temos de sobra é tempo… assim não nos incomoda ficar e esperar o quanto for necessário para sairmos em segurança. Namastê 🙏🏼

Dias 695 a 696. Morando a bordo. Meganisi, Canal de Lefkas e Paxos, Grécia. Dias 01 e 02 de novembro de 2018.

 

 

Sobre Sailing Vessel Pharea

Eu, meu marido Renato Teixeira e a Bella, nossa Yorkshire, moramos a bordo e estamos conhecendo muitos lugares dando volta ao mundo em um veleiro. Namastê 🙏🏼
Esse post foi publicado em #Svphareanagrecia🇬🇷. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s