Dia 209, 11/07/2017, de Ilhabela a Ilha Anchieta, SP

Nos despedimos de Ilhabela ouvindo do barco o show do Jota Quest, que rolava na Vila na noite de segunda-feira, parte da programação da 44ª Semana de Vela de Ilhabela.
A terça-feira amanheceu com tempo aberto e pouco vento, conforme previsão acompanhada pelo Renato. Saímos rumo a Ilha Anchieta, distante 25 milhas náuticas, percurso que fizemos em 4h11m. A paisagem é muito bonita, a costa banhada apelo Oceano Atlântico e o entorno da serra do mar nos acompanhando no percurso.
    Chegamos em Anchieta e descemos de bote para conhecer o Parque Estadual Anchieta, mantido pela Secretaria de Meio Ambiente do Estado de São Paulo. Fomos muito bem recebidos, por funcionários bem treinados e solícitos. O Renato precisou retornar ara deixar a Bella no barco, pois ela não podia descer, devido a presença de animais silvestres e também outros transmissores de doenças, como por exemplo a Capivara, que hospeda o Carrapato Estrela. A praia é de tombo, ou seja, tem profundidade e acaba repentinamente, sendo um pouco mais trabalhosa a manobra para descer com o bote.
           Bem, o parque fica no município de Ubatuba, Norte do litoral paulista, aberto à visitação, possui infraestrutura disponível aos visitantes, como trilhas, mirante, banheiros, áreas com churrasqueira para picnic, área de banho com água doce, além de toda a natureza local. Nos chamou a atenção o pessoal bem treinado para o atendimento e também a limpeza das praias, onde praticamente não se vê lixo algum.
No centro de visitantes deixamos um recadinho da tripulação do Relax, elogiando o Parque. São sete belas praias. A praia do Presídio conserva as ruínas do presídio inaugurado em 1908, depois desativado e reaberto em 1930 como presidio político, para exílio. Antes disso, em 1926 ocorreu um fato bizarro, 150 imigrantes que chegaram, alguns da Bulgária, morreram por envenenamento ao consumir a mandioca brava, cultivado pelos índios mas utilizada somente para a fabricação de farinha de mandioca.
A ilha é marcada pela questão correcional, tendo posteriormente abrigado o presídio de segurança máxima até que em 1952 aqui ocorreu a maior rebelião carcerária do Brasil. Finalmente, em 1955 houve a desativação do presídio e em 1977 a criação do Parque Estadual da Ilha Anchieta.
As seis outras praias são: Sapateiro, Palmas, Engenho, Praia do Sul e as praias de Fora e do Leste, estas duas com acesso somente com barco.
Passamos uma ótima tarde, muitas fotos, imagens e vídeos para que você conheça um pouco mais e curta também. Havendo oportunidade de conhecer, recomendamos! Namastê 🙏🏼

Sobre Sailing Vessel Pharea

Eu, meu marido Renato Teixeira e a Bella, nossa Yorkshire, moramos a bordo e estamos conhecendo muitos lugares dando volta ao mundo em um veleiro. Namastê 🙏🏼
Esse post foi publicado em Morando no Veleiro Relax ⛵️, Skipper 30. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s