Alguns dias “em família” ðŸ’–

Continuamos conhecendo novos lugares e revisitando aqueles que mais gostamos e nos últimos quinze dias fizemos isso na companhia de minha irmã, a Edilsa. Ela veio nos visitar aqui na Turquia e passamos ótimos dias juntos. 

Ela chegou no aeroporto de Dalaman onde fui buscá-la e fomos para Fethyie, a cidade onde há numerosos túmulos rochosos esculpidos nas encostas íngremes das colinas voltadas para o norte e facilmente vistos do vale abaixo, o mais famoso é o de Amintas, filho de Hermagios, datado do século IV aC e é talvez um dos túmulos mais espetaculares da Turquia.

A cidade é bem turística, conta com um extenso calçadão por toda a orla, muitos bares, restaurantes, lojas de especiarias e souvenirs. Andar pelas ruelas do centro antigo é uma delícia, nos distraímos vendo os produtos artesanais, as lojas de “Turkish delight” os maravilhosos e saborosos doces da Turquia 🇹🇷.

Não podíamos deixar de pegar o ferry boat e em cerca de duas horas estar na Grécia, fomos para a ilha de Rhodes.

Uma cidade muito antiga e impregnada de história, conhecida pelo Colosso de Rhodes, considerado uma das 7 maravilhas do mundo antigo. Passamos um dia maravilhoso, andamos muito para conhecer o máximo possível e aproveitamos cada instante. O Renato ficou cuidando do barco e fomos na companhia dos tripulantes do Bossa Nova e do Tartuga.

Dia seguinte, levantamos ancora da baía de Fethyie seguimos para uns dias de praia em Goček, onde descansamos passando o dia na espreguiçadeira da praia a poucos metros do veleiro e a Edi aproveitou para nadar. Nosso próximo destino foi Kaş, uma pequena e charmosa cidade, onde andando pelas ruelas estreitas e cheias de turistas, podemos nos deparar com pesados sarcófagos, esculpidos em rochas maciças que trazem à tona um registro da cultura dos Lycians.

Os sarcófagos podem ser encontrados nas montanhas, nas ruas e envolta de toda a cidade, já que eles não tinham o costume de fazer um cemitério, como nós, e sim escolhiam um lugar que fosse aprazível para colocar seus entes queridos.

As ruelas são um encanto, no chão, em alguns lugares ainda há pedaços de calçada do tempo em que pertencia à Grécia. Aproveitamos a água e o stand up para ir no entorno de nossa ancoragem.

Depois de passarmos alguns dias na cidade de Kaş, fomos para a região de Kekova, onde há também muitas montanhas, ainda verdes e muitos sítios históricos para visitar, com antigas vilas, ruínas de castelos e também de cidades que foram submersas pela água do mar. Há várias ilhas próximas e todas com ruínas de antigas construções, rochas escavadas fazendo escadas… provavelmente antes de o mar subir alguns metros até o nível que encontramos agora, não eram ilhas e sim terra contígua, que foi separada com a subida da água. Fizemos um longo percurso de bote seguindo a costa das ilhas e vendo mais ruínas e sarcófagos espalhadas nas montanhas, muito verde nas montanhas contrastando com a água azul turquesa e muito clara. 

Enfim, queríamos mostrar um pouco deste pedacinho do sul da Turquia 🇹🇷, onde há boas ancoragens e uma natureza exuberante com suas altas montanhas e água clara.

Passamos dias muito felizes curtindo a companhia de minha querida irmã, que já queria nos visitar a primeira vez na Itália e acabou não dando certo, depois quando estávamos na Tunísia 🇹🇳 e ela já com a passagem comprada não pode ir em função do início da pandemia do Covid 19, mas agora deu certo, se encheu de coragem e veio sozinha do Rio Grande do Sul para a Turquia 🇹🇷.

Ficamos impressionados pela forma como ela se adaptou bem ao barco, ao espaço reduzido e ao uso racional dos recursos de água e energia. Além disso provou que pode ser uma boa marinheira, pois não enjoou nenhuma vez, mesmo nos percursos mais longo que fizemos em alto mar, com mais ou menos 10 horas de navegação.

As duas semanas que passou com a gente “voaram” e já era hora dela voltar e voltar com uma bagagem maior do que aquela que veio, com mais conhecimento, com as lembranças das coisas que viu por aqui, com os aromas e cores das especiarias, com os sabores das comidas turcas, com a sensação de que mundos e pessoas tão diferentes coexistem num mesmo espaço em harmonia, que a natureza é acolhedora e que o mar pode ser um lar para um barco que navega e aproveita sua costa para se proteger e avançar na descoberta de novos caminhos.

Para nós ficou o coração ❤️ cheio de alegria e a memória das gargalhadas, das boas conversas, dos bons momentos que desfrutamos em família e a saudade que já está presente novamente. Obrigada maninha por ter vindo nos visitar, amamos este tempo juntos. 

Namastê!

03 de julho de 2022. Morando a bordo do veleiro SV Pharea em Ma, Turquia. 🇹🇷

Sobre Sailing Vessel Pharea

Eu, meu marido Renato Teixeira e a Bella, nossa Yorkshire, moramos a bordo e estamos conhecendo muitos lugares dando volta ao mundo em um veleiro. Namastê 🙏🏼
Esse post foi publicado em #Svphareanaturquia. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Alguns dias “em família” ðŸ’–

  1. Mario Sérgio Sedrez disse:

    Que maravilha por tudo se bom que aconteceu. Com certeza poder ter uma experiência dessas é surreal. E como vocês são bons anfitriões aí ficou melhor ainda.
    Parabéns e muita saúde e felicidades a todos, e que estas oportunidades se reproduzam.
    Valeu

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s