Entre tantas coisas boas, uma surpresa desagradável.

Este post é o relato do Comandante sobre a ocorrência de eletrólise galvânica  aqui na Marina em Monastir.
“Quando partimos de Siracusa, Itália 🇮🇹, em direção à Monastir, Tunísia 🇹🇳, em novembro de 2019, no través de Portopalo  pegamos uma rede de pesca ou algo parecido na quilha e rabeta do barco. Senti a velocidade do barco cair de 6,5 para 2 knots. Rumamos para Portopalo onde ancorei e mergulhei para verificar se havia algo preso ou algum dano. Nada, tudo certo. Com a proa novamente para Monastir partimos. Após nossa chegada em Monastir, era hora das manutenções preventivas e entre elas a troca de óleo do motor e check do óleo da rabeta. Para minha surpresa o óleo da rabeta estava “leitoso” com aspecto esbranquiçado, o que significava que havia água misturada com o óleo. Imaginei que a suposta linha de pesca pudesse ter entrado no eixo da rabeta e danificado os selos de vedação. Como não iríamos navegar pelos próximos meses decidi tirar o barco da água somente no final do inverno para substituir os selos. Bem, no final do inverno veio o Covid-19 e o lockdown. Então após a abertura das fronteiras pela Tunísia, no final de junho, fomos tirar o barco da água para substituir os selos de vedação. Tudo acertado com o estaleiro para subir o barco e deixar ele no travel lift enquanto trocaria os selos, serviço de no máximo uma hora. Para minha surpresa, quando tiramos o barco da água, o problema era muito maior que os selos de vedação. Nos meses em que ficamos parados no pier da Marina, nossa rabeta foi atacada, ou melhor, destruída por um processo chamado eletrolise galvânica. Vejam abaixo as fotos da rabeta em novembro de 2019, quando substituí a borracha interna de vedação e as fotos da rabeta em julho de 2020 aqui na Tunísia.

Novembro 2019, Itália.

Novembro 2019, Itália.

Julho, 2020, Tunísia.

Julho, 2020, Tunísia.

Julho, 2020, Tunísia.

Julho, 2020, Tunísia.

É muito parecido com a corrosão galvânica, que é causada pelo contato de dois diferentes metais, mas no nosso caso, originado por corrente elétrica. Foi um choque ver o estado em que se encontrava a rabeta após apenas sete meses parado na Marina. Um estrago que certamente nos custaria muito tempo para reparo, já que a disponibilidade de peças de reposição aqui na Tunísia não é tão fácil, além de uma boa quantidade de Euros…. Muita pesquisa na internet para tentar entender o que e porquê aconteceu, pesquisa para tentar encontrar peças a um custo razoável….tudo com a ajuda de amigos velejadores que passaram o inverno junto conosco, pois eles também estavam curiosos para saber a causa do problema, pois ninguém nunca tinha visto um processo deste acontecer tão rápido. Bem, no próximo post o conto o desfecho desta história de terror.” Namastê 🙏🏼

Dia 1.606 morando a bordo na Tunísia 🇹🇳. 15 de agosto de 2020. Monastir, Tunísia, Norte da África.

Sobre Sailing Vessel Pharea

Eu, meu marido Renato Teixeira e a Bella, nossa Yorkshire, moramos a bordo e estamos conhecendo muitos lugares dando volta ao mundo em um veleiro. Namastê 🙏🏼
Esse post foi publicado em #SvPhareanaTunísia🇹🇳. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Entre tantas coisas boas, uma surpresa desagradável.

  1. Angelica Bidendorfer disse:

    Problema na rebimboca da parafuseta em águas estrangeiras é algo parecido com terror.

  2. Marcos Fiorio Gama Lobo disse:

    Poxa gente, nunca vi nada igual. aqui os barcos que são conectados eletricamente ao pier, jogam um anodo conectado a um fio na água, e na outra extremidade conectam ao brandal.Faço votos que encontrem uma rabeta para rápida substituição, pois não dá para navegam nesta situação.
    Se possível peço que reportem detalhadamente o ocorrido.
    Abçs e espero que resolvam rapidinho,
    Marcos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s