Mikonos “litle Venice”, uma das ilhas mais famosas do mundo 🇬🇷

Dia 23/09, o Comandante traçou o rumo em direção a Mikonos, uma das ilhas mais badaladas do mundo. Foram 48,7 milhas náuticas navegadas com vento constante na faixa de 20 a 35 knots, ondas subiam no convés e muito spray de água na tripulação. Mas todos ficaram firmes, ninguém enjoou ou reclamou do constante balanço e das caturradas que elevam a proa da Pharea em direção ao céu. A Bella ficou um pouco assustada com o barulho e a colocamos em sua casinha – que na falta do colindo do papai é seu porto seguro e aí tudo ficou bem.
Quando avistamos Mikonos na proa o vento apertou e o mar subiu com ondas no sentido lateral de 3 a 4 metros num intervalo curto, o Comandante nos manteve em segurança e depois de muita água no convés chegamos finalmente a Mikonos. Estávamos esperando a resposta da marina pública para atracar mas só tivemos retorno quando estávamos mais próximos e o Renato os acionou novamente em busca de retorno, via rádio.
Atracamos com alguma dificuldade em função do vento que empurrava a Pharea em direção ao veleiro atracado ao lado, nossa vaga era a penúltima do pier, mas o Comandante manteve a embarcação em segurança e atracamos (37°27.888’N / 25°19.627’E). Depois quando desceu e foi falar com o responsável da Marina, ele informou que não havia dado a resposta por que não sabia se poderíamos ficar ou não, pois com a previsão de ventos de até 60 knots, outras embarcações retornariam ao Porto. Passamos a noite ansiosos para saber se ficaríamos ou não e se não, onde iríamos nos abrigar. Na autoridade portuária o Renato foi atualizar a lista de tripulantes, pois nossos convidados partiriam daqui para Santorini e o atendente disse que devíamos ter dado saída em Corfu, no Porto onde demos entrada na Grécia… o Renato questionou a veracidade daquela afirmação e ficou de retornar no dia seguinte quando tudo se esclareceu… atendidos por outra pessoa que, como esperávamos, disse que estava tudo correto… mesmo sabendo que estávamos corretos, é sempre um aborrecimento quando há desencontros de informações.
Como era fim de tarde, tomamos banho, nos arrumamos e fomos para o centro de Mikonos, com o táxi boat do Porto ao lado marina. Realmente Mikonos é uma pequena Veneza, ruelas encantadoras e muito estreitas, algumas com passagem só para uma pessoa. Todas as casas na cor branca e com janelas azuis, independente de serem comerciais ou residenciais e no mesmo estilo… parecem cubos unidos e/ou sobrepostos…. notamos também uma quantidade impressionante de pequenas igrejas, como se fossem pequenas capelas distribuidas massivamente pela ilha toda… A cidade lotada turistas que iam e vinham de todos os lados entrando nas inúmeras lojas de souvenirs, roupas, artesanatos e restaurantes. Andamos bastante, jantamos e depois voltamos com o táxi boat.
A programação do dia seguinte (segunda, 24) era locar quadriciclos para conhecer as badaladas praias locais. Como a Marina fica junto ao Porto, que recebe navios de passageiros temos todas as facilidades aqui. A locação dos triciclos fica ao lado do mercado, na rua de cima da marina, super conveniente.
Quadriciclos locados partirmos em direção a Praia de Paragna, descemos visitamos e partimos para Paradise Beach, onde passamos o restante do dia tomando sol e curtindo a fantástica infraestrutura do restaurante, com espaços super transados e piscina com água do mar.
Passamos um dia super especial, todos curtiram muito.
E já chegou dia 25, dia que nossas visitas vão embarcar no ferry boat para Santorini.
Como previsto não houve nenhuma condição de descer de veleiro para Santorini. Estamos passando por um período de fortes ventos vindos do norte, que chegam aqui com força bastante expressiva. Pela manhã curtimos ainda o centro de Mikonos e às 14:30 horas nos despedimos.
Depois nos ligaram informando que o ferry atrasou a saída e que abortou a viagem deixando os passageiros na Ilha de Naxos, abaixo de Mikonos. Lá eles procuraram um lugar para ficar e aguardar as informações sobre quando iriam prosseguir.
Como o pessoal não é fraco, fizeram uma limonada deste limão, acharam hospedagem, saíram para jantar, nos dias seguinte (26 e 27) visitaram a cidade e fizeram passeio com guia… felizmente aproveitaram a estadia, cancelaram a ida para Santorini e voltaram de Naxos para Atenas, para pegar o voo para o Brasil 🇧🇷 no dia 29. Foi uma pena que no período que estavam aqui os ventos sopraram forte, descendo do norte através de um grande corredor chegando a 60 knots. No dia 25 já tínhamos a informação de que se tratava de um ciclone e que afetaria uma grande área, inclusive as ilhas Cyclades. Felizmente sempre estivemos abrigados, não conseguimos cumprir a programação inicial, mas como sabemos e nossas visitas entenderam, estando no mar são os ventos que dão a direção a seguir.
Muito feliz por recebê-los, foram dias super agradáveis, alegres e só  um pouquinho triste pelos lugares que deixaram de conhecer. Quem sabe em outra oportunidade podemos fazer o que deixamos agora para trás. O importante é que todos ficamos bem, eles conseguiram retornar na data marcada e ficamos agradecidos pelos dias maravilhosos que compartilhamos. Namastê 🙏🏼

Dias 655 a 658. Morando a bordo, Ilha de Mikonos, arquipélago das Ilhas Cyclades, Mar Egeu, Grécia 🇬🇷. Dia 23 a 25 de setembro de 2018.

Sobre Sailing Vessel Pharea

Eu, meu marido Renato Teixeira e a Bella, nossa Yorkshire, moramos a bordo e estamos conhecendo muitos lugares e dando volta ao mundo em um veleiro. Namastê 🙏🏼
Esse post foi publicado em #Svphareanagrecia🇬🇷. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s