Kythnos – num casamento grego 💙🇬🇷

Deixamos Ágia Marina na manhã do dia 22 e seguimos para a Ilha de Kythnos, pertencente ao arquipélago das Ilhas Cyclades. No caminho vento em torno dos 20 knots e alguns sprays de água na tripulação. Próximo a chegada enfrentamos uma correnteza contra de cerca de 4 knots, já informada no Navionics. Contornamos a Ilha que no lado de fora parecia inóspita e desabitada e na chegada, após 35,2 mil has náuticas, apesar de que não avistávamos a entrada… mais próximos vimos uma pequena marina pública e nos dirigimos para lá. Ancoramos no pier da orla (37°26.575’N /24°25.586’E) e ao redor dele novamente uma bela e pequena cidade, com suas casas subindo a montanha espalhadas, todas pintadas de branco com portas e janelas azuis, esta é a norma a ser seguida em todas as ilhas que compõem o arquipélago das Ilhas Cyclades. Li que isto gerava uma unidade, uma identifição que fortalecia o poder.
A Ilha é inteira de rocha exposta, possui várias igrejinhas espalhadas, artesanato de barro, inúmeros hotéis e pousadas espalhadas pela Ilha, restaurantes, praias e aldeias pitorescas, tem transporte para outras ilhas, vestígios de abrigos usados na segunda guerra mundial, como a caverna Katafiki e grandes festas religiosas. Uma pena pararmos tão pouco com tanta coisa para conhecer.
Comemos algo no barco, nos arrumamos e descemos para conhecer a cidade e nos deparamos com um casamento grego cuja festa era num dos restaurantes da orla.  Pessoas arrumadas e felizes, cantavam e dançavam sem parar, sentamos no restaurante um pouco mais afastados mas no fim já estávamos dançando também no meio da rua. No restaurante ao lado houve a quebra pratos, apenas dois. Hoje a legislação não permite mais a quebra de pratos em restaurantes e locais públicos, ao invés disto eles jogam flores para afastar a má sorte e trazer bons presságios.
A navegada foi longa e cansativa mas quando chegamos todos estavam novamente animados. Em um dia só saber tanta história e presenciar a alegria contagiante do casamento que se realizava foi algo encantador, depois disso que venha uma boa noite de sono, sem marolas, paradinhos em nosso pier. Só a agradecer. Namastê 🙏🏼

Dia 654. Morando a bordo, Ilha Kythnos, Arquipélago das Ilhas Cyclades, Mar Egeu, Grécia. Dia 22 de setembro de 2018.

Sobre Sailing Vessel Pharea

Eu, meu marido Renato Teixeira e a Bella, nossa Yorkshire, moramos a bordo e estamos conhecendo muitos lugares e dando volta ao mundo em um veleiro. Namastê 🙏🏼
Esse post foi publicado em #Svphareanagrecia🇬🇷. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s