Fazendo amigos Canadenses 🇨🇦

Dia 08 de julho e permanecemos ainda em Kotor aproveitando a ancoragem em frente a cidade e sem custo (42o25.412’N / 18o45.975’E). Na madrugada entrou vento e o Renato ficou no cockpit acompanhando e observando os barcos ancorados próximos. A previsão para estes dias é de entrada de um pouco de vento e assim o Comandante permanece em alerta. No dia seguinte saímos para andar e ao retornar encontramos um mimo: um quarto de uma deliciosa melancia e um livro de Nós de Marinharia, que o Jordan e a Judy gentilmente nos emprestaram. Mais tarde nos reunimos com eles e o Jordan fez um trançado formando um laço em nosso cabo do gancho de ancora, ficou uma beleza, ficamos todos no cockpit acompanhando a execução! Levamos conosco seu valioso trabalho e na quarta, dia 11, eles se foram, rumo a Croácia e deu um aperto no coração ❤️.
No domingo (15) conhecemos a Sally e o Petter, também canadenses 🇨🇦 e compraram seu Cataramã na Argentina 🇦🇷, subiram o Atlântico e assim nos abordaram quando viram nossa bandeira de tripulação brasileira 🇧🇷. Super queridos e agradáveis. Os recebemos a noite no Pharea para um happy hour. Conhecemos um pouco sobre o percurso deles, nos deram várias informações e pelos rumos traçados, vamos nos reencontrar em futuras ancoragens. Estávamos sentindo falta de conhecer outros cruzeiristas e obter informações sobre os próximos locais que estaremos e conhecer estes dois casais de canadenses foi uma alegria, pessoas ótimas que estão levando a vida com o mesmo propósito de conhecer, estar nos lugares e contemplar as maravilhas que a natureza nos proporciona, belas paisagens é claro, por vezes, ventos e mar agitado, mas isso faz parte, já diz o ditado que “mar calmo nunca fez bom marinheiro” kkk.
Como sempre diz o Renato, o importante é estar com a embarcação 100% ok e isto inclui equipamentos, conservação, manutenção, itens de segurança, ou seja, que tudo esteja em ordem na hora que a condição do mar e vento apertarem e ela tiver que responder.

Estamos a mais de 60 dias no mar e temos feito a manutenção e conservação da Pharea e do bote de apoio de forma contínua, limpando o costado, as peças de inox, conferindo os cabos, hidratando a teka e a mantendo limpa, aproveitando a água da chuva para adoçar o cockpit, enfim diariamente há o que ser feito e assim também vamos ocupando nosso tempo livre.

A Bella tem sofrido um pouco com o calor e então procuramos passear com ela quando o sol está mais fraco de modo que ela possa fazer uma boa caminhada diária.

No convés, quando estamos de tro-lo-ló na proa, fizemos uma tendinha para ela se abrigar do sol. Não vimos muitos cães por aqui, existem sim muitos gatos 🐱, na rua! Nos muros, nos jardins… por todos os lugares. Os pets vendem produtos mas não vimos nada quanto a banho e tosa, assim diariamente passo a rasqueadera na Bella, limpo seus olhinhos e as vezes aparo seu pelo, é claro que tudo isso é possível…sempre em troca de um biscoitinho kkk. Namastê 🙏🏼

Dias 578 a 585. Morando a bordo em Kotor, Montenegro 🇲🇪. De 08 a 15 de julho de 2018.

Sobre Sailing Vessel Pharea

Eu, meu marido Renato Teixeira e a Bella, nossa Yorkshire, moramos a bordo e estamos conhecendo muitos lugares dando volta ao mundo em um veleiro. Namastê 🙏🏼
Esse post foi publicado em #svphareaemmontenegro🇲🇪. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Fazendo amigos Canadenses 🇨🇦

  1. edison pinto de souza filho disse:

    tbm fiz uma trança nos terminais de cais dos cabos de atracação. para um “rabo de cavalo” ficou ótimo. Agora, para unir a corrente ao cabo da âncora acho que vai parecer mais uma trança 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s