Partiu vida na Croácia 🇭🇷

Embarcamos em 20/03 (terça) no Rio de Janeiro e chegamos a Split, no litoral da Croácia no dia seguinte próximo ao meio dia, horário local, com fuso de mais quatro horas. A temperatura estava de -2 graus centígrados, atípico, como não ocorria há dez anos, pois nesta época as temperaturas já deveriam estar em torno de 20 graus.
Locamos um carro próximo ao aeroporto e nos dirigimos para o apartamento que alugamos, via Airbnb, que felizmente é bem localizado, tal qual anúncio e o anfitrião que nos recebeu para apresentação do imóvel e entrega das chaves, bem simpático.

Na bagagem nossas coisas… quatro bolsas de 23 quilos cada (o permitido pela companhia aérea) e duas mochilas e o case com o Drone como bagagem de mão… parece pouco mas é tudo o que trouxemos para a vida nova.
Nos instalamos e saímos para visitar a Nina, broker já contatada ainda no Brasil e que tem alguns barcos que nos interessaram na pesquisa via internet. Agendamos visita para o dia seguinte na Marina Kastela, aqui mesmo em Split. Depois passamos no mercado e fomos aos poucos “descobrindo” os alimentos para comprar, pois apesar da língua Croata usar o alfabete latino, tem uns dígrafos diferentes e não dá para entender nada do que está escrito ou que do que se ouve falar, apesar de ser uma bela língua.

Manhã seguinte fomos ver um Gib Sea, 43 pés, mas não gostamos… barco com o essencial em funcionamento, mas com muitos detalhes a serem reparados, principalmente no tocante a fibra do convés.

Não ficamos animados. Fomos dar uma volta e conhecer um dos Shopping, o Joker, onde aproveitei para comprar um blusão acolchoado bem quente, pois o tempo continua muito frio aqui brrrrr brrrr.

Quinta feira agendamos com a broker para irmos ver um barco na cidade de Biograd, 130 quilômetros em direção ao litoral norte. O barco visitado foi um Bavaria 40, mas também não nos agradou, motor com barulho estranho e várias pequenas coisas para reparar interna e externamente.
Almoçamos no restaurante da Marina Kornati onde há muitos barcos nos diversos piers e um infraestrutura gigantesca de acomodações e serviços. As marinas aqui funcionam como um grande empreendimento, oferecem tudo o que o velejador precisa para ele e para o barco, fantástico e é claro pagando o custo equivalente.

Na sexta-feira fomos encontrar com outro broker em Sudokan, um pouco à frente de Biograd e visitamos um Bavária 46, na Marina Dalmacija, super grande com mais de 1.300 barcos nos piers. Também ainda não é o nosso barco… continuamos a procura.
No sábado fomos para Rijeka, uma grande cidade do litoral da Croácia e era ainda mais ao norte do que Sudokan, fomos alertados para seguir por uma rodovia mais interna pois a rodovia que fica próxima ao litoral estava interditada devido aos fortes ventos que sopravam.

Assim fizemos um longo caminho ao norte, passando por lugares incríveis e paisagens vistas somente em filmes (como a série Game Of Thrones gravada lá) com muita neve, povoados isolados, ruínas que remontam os tempos antigos entre montanhas recobertas por rochas e por pinheiros nevados.

Nem tudo é perfeito, fizemos uma reserva para pernoite pelo booking em Rijeka e chegando lá o local do endereço era horrível, então desistimos dele e procuramos um bom hotel para descansarmos e esperar a manhã seguinte, com expectativa de uma nova visita a uma embarcação particular, que esperamos, esteja em melhor estado manutenção que as anteriores.
A ideia de vir para a Croácia surgiu em função da compra do barco e da possibilidade de passar uns tempos no Mediterrâneo. Nunca havia sido um destino pelo qual tivéssemos nos interessados e chegando aqui nos surpreendemos positivamente. Povo super simpático e prestativo. Cidades organizadas e muito limpas.

As paisagens são um caso a parte, diferente de tudo aquilo que estamos acostumados…. um litoral exuberante de águas transparentes recortado e com mais de 1.100 ilhas…. a atividade náutica é um dos pilares da economia e as montanhas nos deixam perplexos com suas formas e rochas expostas desenhando diferente contornos. Nas montanhas povoados pequenos, como que cuidando de cada uma delas e vivendo harmoniosamente com sua hostilidade.

Nos chamou a atenção a infraestrutura rodoviária, incontáveis túneis atravessam as montanhas, sinalização e estradas em estado de conservação impecáveis. Este país teve sua autonomia em 1995, passou pela destruição de guerras e hoje já se encontra com toda essa infraestrutura. Sentimento de respeito aos Croatas!

Se este relato te motivou, trabalhe sua vinda para a Croácia, tanto para conhecer como para fazer um charter, tem milhares de barcos esperando para levar você por águas transparentes de um azul sem igual. Namastê 🙏🏼

Dias 467 a 469 na Croácia. De 21 a 23 de março de 2018.

Sobre Sailing Vessel Pharea

Eu, meu marido Renato Teixeira e a Bella, nossa Yorkshire, moramos a bordo e estamos conhecendo muitos lugares dando volta ao mundo em um veleiro. Namastê 🙏🏼
Esse post foi publicado em Comprando barco na Croácia. Bookmark o link permanente.

12 respostas para Partiu vida na Croácia 🇭🇷

  1. Denilson disse:

    Que legal Caci e Renato!!!

    O futuro barco talvez esteja aí. Vocês saberão quando ele escolher vocês.

    Boa sorte na jornada!

    Bjs. Denilson e Ana

  2. Paulo Ricardo Seadi Pereira disse:

    Ficamos muito felizes em saber que os amigos estão definitivamente realizando o que desejavam. E admiramos pessoas como vocês que tem a coragem de correr atrás de seus sonhos.
    Que Deus os acompanhe.
    Dos Amigos
    Márcia, Ricardo, Manoela e Catharina.

  3. Nina disse:

    Oi Caci e Renatinho,
    Que experiência maravilhosa esta de vocês. Na torcida para encontrarem um belo e bom barco e que as travessias e vida a bordo sejam sempre acompanhadas de BONS VENTOS e protegidas por Eolo e Posseidon. Bjs queridos. Nina e André.

  4. Juliane Marafon disse:

    Que fotos de tirar o fôlego! Adorei ler o post e viajar com vocês….beijo grande e felicidades nessa nova casa!

  5. Queriiiidos!
    Quanta saudade! Estamos de olho em vcs o tempo todo!
    Que friaca por essas bandas hein!
    Estão na função de visitar barcos, sabemos como é… kkk.
    Esperamos que logo encontrem o barco que faça seus olhos brilharem e coração bater mais forte… aí sim! Desejamos SORTE… muita SORTE a vcs!
    E a Bellinha? Onde está?
    Beijocas dos amigos
    Paula, Fernando e Choppinho

  6. Helder disse:

    Oi. A marca de veleiro Big Sea, segundo sei, não existe. Existe sim Gibsea.

    • Helder disse:

      Só mais uma coisa. Os barcos na Croácia são todos usados para charter. É normal encontrar lá embarcações recentes mas com um ar mais desgastado ou com muitas horas de motor. Tome muita atenção ao motor. Por vezes os problemas começam por aí. Espero que encontrem uma boa casa nova. Bons ventos!

      • Veleiro Relax disse:

        Verdade! Procuramos um particular, vimos que a época de comprar veleiros de charter aqui é outubro. quanto as horas de motor, pode deixar que o Comandante aqui é exigente kkkk. Abraços e bons ventos!

    • Veleiro Relax disse:

      Olá, sim Hélder, grata por avisar, o corretor de texto por vezes nos engana.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s